Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

A revolta do proletariado

quando tratas o teus empregados com respeito, com a remuneração mais do que devida, com todos os seus direitos e mais alguns que por auto-recreacção adoptaste e até mesmo  como membros da família, trazendo-lhes lembranças de todos os locais que visitas, tal como a teus pais o que é que acontece????

 

Sentem-se revoltados, sabe lá Deus porquê e praguejam da tua pessoa, daquilo que és, como se fosses a razão da sua infelicidade e dos seus problemas....

 

E assim só dão razão ao passado com as normas rígidas e o distanciamento frio entre relações de trabalho...

indo mais longe até... dão razão ao passado distante em que os empregados passavam fome em casa de comida farte, passavam frio em casas com o aconchego da lareira, em que existiam capangas para os fazer trabalhar, sem horário, sem dó nem piedade !!!

 

é para isto que serve a revolta do protelariado !!!!!

 

para que me sinta revoltada e injustiçada por ter estabelecido laços com aqueles que afinal só se tentem bem a ser  tratados como serem inferiores, pelos vistos assim, respeitam o próximo !

 

como é possível ... tratas de igual para igual e são insultos e coisas que tais que recebes de volta!!!!

 

Abaixo o proletariado!!!!

 

M.M .

Sopro mágico:

suspirado por barbaletasguerreiras às 11:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

a repugnância....

 

Não suporto....

Odeio!!!

É simplesmente execrável !!

 

A palavra que mais me mexe com os fígados é sem sombra de dúvida... badalhoca!

 

Não a utilizo; detesto, por norma, quem a utiliza; fico horrorizada em ouvi-la!

 

Mas incrivelmente foi a palavra que me veio à cabeça quando olhei para a "metralha" recostada, como se estivesse em casa! 

Luzidia de tão gorda e ruborizada de ódio!!!!

 

M.M.

Sopro mágico: ,

suspirado por barbaletasguerreiras às 15:02
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

cantiga das viagens sem fim II

(...)

 

eu vi a Amélia

na beira do rio

Tão pequenina

Cheia de frio

 

eu vi a Amélia

no arvoredo

tao pequenina

cheia de medo

 

Anda comigo

amélia vem

que eu estou sozinho

nao tenho ninguem

que eu estou sozinho

nao tenho ninguém

(...)

(penso que seja de Bernardim Ribeiro)

M.M.

Sopro mágico: , ,

suspirado por barbaletasguerreiras às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

cantiga das viagens sem fim

Maria do Monte
nascisa e criada
na encruzilhada
que fica defronte
da fonte sagrada

A lenda é antiga
mas há quem aponte
que descia o monte
uma rapariga
p'ra beber na fonte

E àquela hora
por ela marcada
de noite ou de dia
o Chico da nora
na encruzilhada
esperava a Maria

Seguiam depois
bem juntos os dois
ao longo da estrada
matar de desejos
a sede com beijos
na fonte sagrada

Mas um certo dia
como era esperada
na encruzilhada
nao veio a Maria
à hora marcada

E os olhos divimos
p'ra sempre fechou
alguém a rezou
tocaram os sinos
e a fonte secou

E àquela hora
por ela marcada
de noite ou de dia
o Chico da nora
na encruzilhada
esperava a Maria

Mas é Santo Deus
escureram-se os Céus
findou-se a beldade
e diz-se no monte
que a velhina fonte
secou de saudade

(infelizmente desconheço a autoria da letra e da música)

M.M.


suspirado por barbaletasguerreiras às 00:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Maio de 2007

morrer...

Se se pudesse escolher,,, eu queria morrer depressa.

Não o depressa de brevemente, mas o depressa que faz com que seja de curta duração!

 

Dever-se-ia morrer de um momento para o outro! Como se tivéssemos um prazo de validade! Assim, chegando aquele dia e aquela hora já se sabia... expirávamos !

 

Expirávamos tão rápido, como a expulsão do ar dos nossos pulmões!

 

fffffffffffffffffuuuuuuuuuuuuuuuuuu !!!

e já estava!

 

Sem dor, sem drama!

 

Sem o cheiro acre de urina que incensa as enfermarias dos hospitais! Sem o cheiro a quente, a mofo, a gordura humana de quem sua debaixo dos olhares despreocupados de quem lá trabalha...

 

M.M.

Sopro mágico: ,

suspirado por barbaletasguerreiras às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 12 de Maio de 2007

words...again

é tão engraçado como algumas palavras pela semelhança com outras nos podem conduzir a um significado totalmente diferente!!!

 

Quando me deparo com "Jactância"... assim à primeira vista parece que a família da palavra é a jaqueta e "jactancioso" aquele que é cioso da sua jaqueta!!!

 

mas não tem nada a ver... é como se fosses a caminho de Fiães ... não tem nada a ver!!

 

 

M.M.

Sopro mágico: ,

suspirado por barbaletasguerreiras às 16:02
link do post | comentar | favorito

Bizarria

encanta-me a sonoridade!

 

encanta-me o seu significado! Dúbio... pleno em si mesmo... capaz de assustar os mais pudicos ... e encantar os que simplesmente sentem a palavra Bizarria como eu!

 

 

M.M.
Sopro mágico: ,

suspirado por barbaletasguerreiras às 15:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

que homem serás tu?

Sexta-feira à noite
Os homens acariciam o clitóris das esposas
Com dedos molhados de saliva.
O mesmo gesto com que todos os dias
Contam dinheiro, papéis, documentos
E folheiam nas revistas
A vida dos seus ídolos.

Sexta-feira à noite
Os homens penetram suas esposas
Com tédio e pénis.
O mesmo tédio com que todos os dias
Enfiam o carro na garagem
O dedo no nariz
E metem a mão no bolso
Para coçar o saco.

Sexta-feira à noite
Os homens ressonam de borco
Enquanto as mulheres no escuro
Encaram seu destino
E sonham com o príncipe encantado.

 

Mariana Colasanti

 

M.M.

Sopro mágico:

suspirado por barbaletasguerreiras às 20:57
link do post | comentar | favorito

(Sem título)

"There is no middle ground
Or that's how it seems

For us to walk or to take
Instead we tumble down
Either side left or right
To love or to hate "

peter murphy

M.M.

Sopro mágico:

suspirado por barbaletasguerreiras às 18:28
link do post | comentar | favorito

Grabbing Hands....

The handshake
Seals the contract
From the contract
Theres no turning back
The turning point
Of a career
In korea, being insincere
The holiday
Was fun packed
The contract
Still intact

The grabbing hands
Grab all they can
All for themselves
After all

Its a competitive world
Everything counts in large amounts

The graph
On the wall
Tells the story
Of it all
Picture it now
See just how
The lies and deceit
Gained a little more power
Confidence
Taken in
By a sun tan
And a grin

The grabbing hands
Grab all they can
All for themselves
After all

Its a competitive world
Everything counts in large amounts

The grabbing hands
Grab all they can
Everything counts in large amounts
depeche mode
M.M.
Sopro mágico:

suspirado por barbaletasguerreiras às 18:26
link do post | comentar | favorito

@Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30


@Onde está?

 

@mmmiiiiiiiiiaaaaaauuuuuuuuuu

adopt your own virtual pet!

@Balelas

@ Esperando por....

@ OH Sefaxavor

@ fuck

@ (...)

@ bichos

@ O Estranho Acontece

@ ...

@ Fragilidade

@ Qual mala de cartão da L...

@ castigo divino

@Dores antigas...

@ Novembro 2007

@ Outubro 2007

@ Setembro 2007

@ Agosto 2007

@ Julho 2007

@ Junho 2007

@ Maio 2007

@ Abril 2007

@ Março 2007

@ Fevereiro 2007

@ Janeiro 2007

@ Dezembro 2006

@ Novembro 2006

@ Outubro 2006

@ Setembro 2006

@ Agosto 2006

@ Julho 2006

@ Junho 2006

@ Maio 2006

@Sopro mágico

@ eu

@ amor

@ gato

@ me

@ amizade

@ alma

@ guemil

@ hell

@ fim

@ tu

@ porque é que eu te odeio tanto

@ o ladrão de almas

@ palavras

@ m.m.

@ medo

@ mexicano bum bum

@ acreditar

@ fuck

@ gaticidio

@ gato vadio

@ todas as tags

@Essência

@ História do Tinoco

@ ATRIUM

@ Liberdade

@ Cativar

@ Gato

@ Got Glue?

@ Amor...

@ at last...

@ O porquê deste blog...

@ hoje é o primeiro dia do ...

@Companheiros de armas...

@Quem anda aí?

online
Online Casino
SAPO Blogs

@subscrever feeds